Standort in Deutschland, wo man günstige und qualitativ hochwertige Kamagra Ohne Rezept Lieferung in jedem Teil der Welt zu kaufen.

Kaufen priligy im Online-Shop. Wirkung ist gut, kommt sehr schnell, innerhalb von 5-7 Minuten. propecia was nur nicht versucht, verbrachte eine Menge Geld und Nerven, und geholfen hat mir nur dieses Tool.

Drogas25ago

O que são drogas psicotrópicas?
Todo mundo já tem uma idéia do significado da palavra droga. Em linguagem
comum, de todo o dia ("Ah, mas que droga" ou "logo agora, droga.", ou ainda,
"esta droga não vale nada!"), droga tem um significado de coisa ruim, sem quali-
dade. Já em linguagem médica, droga é quase sinônimo de medicamento. Dá até
para pensar porque uma palavra designada para apontar uma coisa boa (medica-
mento, afinal este serve para curar doenças), na boca do povo tem um significado
tão diferente. O termo droga teve origem na palavra droog (holândes antigo) que
significa folha seca; isso porque antigamente quase todos os medicamentos eram
feitos à base de vegetais. Atualmente, a medicina define droga como qualquer
substância capaz de modificar a função dos organismos vivos, resultando em
mudanças fisiológicas ou de comportamento
. Por exemplo, uma substância
ingerida contrai os vasos sangüíneos (modifica a função) e a pessoa passa a ter um
aumento de pressão arterial (mudança na fisiologia). Outro exemplo, uma substân-
cia faz com que as células do nosso cérebro (os chamados neurônios) fiquem mais
ativas, "disparem" mais (modificam a função) e, como conseqüência, a pessoa fica
mais acordada, perdendo o sono (mudança comportamental).
Mais complicada é a seguinte palavra: psicotrópico. Percebe-se claramente que
é composta de duas outras: psico e trópico. Psico é fácil de se entender, pois é uma
palavrinha grega que relaciona-se a nosso psiquismo (o que sentimos, fazemos e
pensamos, enfim, o que cada um é). Mas trópico não é, como alguns podem pen-
sar, referente a trópicos, clima tropical e, portanto, nada tem a ver com uso de dro-
gas na praia! A palavra trópico, aqui, se relaciona com o termo tropismo, que sig-
nifica ter atração por. Então, psicotrópico significa atração pelo psiquismo, e dro-
gas psicotrópicas são aquelas que atuam sobre nosso cérebro, alterando de alguma
maneira nosso psiquismo.
Mas essas alterações do psiquismo não são sempre no mesmo sentido e direção.
Obviamente, dependerão do tipo de droga psicotrópica ingerida. E quais são essestipos? Um primeiro grupo é aquele em que as drogas diminuem a atividade de nosso
cérebro, ou seja, deprimem seu funcionamento, o que significa dizer que a pessoa
que faz uso desse tipo de droga fica "desligada", "devagar", desinteressada pelas
coisas. Por isso, essas drogas são chamadas de Depressoras da Atividade do
Sistema Nervoso Central
, é a parte que fica dentro da caixa craniana; o cérebro é
o principal órgão. Em um segundo grupo de drogas psicotrópicas estão aquelas que
atuam por aumentar a atividade de nosso cérebro, ou seja, estimulam o funciona-
mento fazendo com que o usuário fique "ligado", "elétrico", sem sono. Por isso,
essas drogas recebem a denominação de Estimulantes da Atividade do Sistema
Nervoso Central
. Finalmente, há um terceiro grupo, constituído por aquelas dro-
gas que agem modificando qualitativamente a atividade de nosso cérebro; não se
trata, portanto, de mudanças quantitativas, como aumentar ou diminuir a ativi-
dade cerebral. Aqui a mudança é de qualidade! O cérebro passa a funcionar fora de
seu normal, e a pessoa fica com a mente perturbada. Por essa razão esse terceiro
grupo de drogas recebe o nome de Perturbadores da Atividade do Sistema
Nervoso Central
.
Resumindo, então, as drogas psicotrópicas podem ser classificadas em três gru- pos, de acordo com a atividade que exercem em nosso cérebro: 1 Depressores da Atividade do SNC. 2 Estimulantes da Atividade do SNC. 3 Perturbadores da Atividade do SNC. Essa é uma classificação feita por cientistas franceses e tem a grande vantagem de não complicar as coisas, com a utilização de palavras difíceis, como geralmenteacontece em medicina. Mas se alguém achar que palavras complicadas, de origemgrega ou latina, tornam a coisa mais séria ou científica (o que é uma grandebesteira!), a seguir estão algumas palavras sinônimas: 1 Depressores – também podem ser chamadas de psicolépticos.
2 Estimulantes – também recebem o nome de psicoanalépticos, noanalépticos,
3 Perturbadores – também chamados de psicoticomiméticos, psicodélicos,
As principais drogas psicotrópicas, usadas de maneira abusiva, de acordo com a classificação mencionada aqui, estão relacionadas ao lado.
Depressores da Atividade do SNC
Soníferos ou hipnóticos (drogas que promovem o sono): barbitúricos, alguns benzodiazepínicos.
Ansiolíticos (acalmam; inibem a ansiedade). As principais drogas pertencentesa essa classificação são os benzodiazepínicos. Ex.: diazepam, lorazepam etc.
Opiáceos ou narcóticos (aliviam a dor e dão sonolência). Ex.: morfina, heroína, codeína, meperidina etc.
Inalantes ou solventes (colas, tintas, removedores etc.).
Estimulantes da Atividade do SNC
Anorexígenos (diminuem a fome). As principais drogas pertencentes a essaclassificação são as anfetaminas. Ex.: dietilpropriona, fenproporex etc. Perturbadores da Atividade do SNC
Lírio (trombeteira, zabumba ou saia-branca). Anticolinérgicos (Artane®, Bentyl®).

Source: http://files.proerdmg.webnode.com.br/200000105-d595ad6907/Drogas%20psicotropicas.pdf

Impaginato completo

Rivista Italiana di Ossigeno-Ozonoterapia 1: 149-153, 2002 A Novel Therapeutic Option for Chronic Fatigue Syndrome and Fibromyalgia Department of Surgery and Biomedical Engineering and *Department of Physiology, University of Siena; Italy Key words: chronic fatigue syndrome, fibromyalgia, ozone therapy SUMMARY - The aetiology of chronic fatigue syndrome (CFS) and fibromyalgia remains o

Cobactin®

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO * Fluimucil® acetilcisteína Forma farmacêutica, via de administração e apresentações comercializadas Solução Injetável. Embalagem com 5 ampolas de 3 mL. USO INJETÁVEL (IM - IV) E TÓPICO (INAL) USO ADULTO E PEDIÁTRICO Composição Cada 1 mL da solução contém: acetilcisteína 100 mg excipientes* q.s.p 1 mL *(edetato dissódico, hidróxido de sódio, ág

Copyright © 2010-2014 Internet pdf articles